Segunda, 17 de abril de 2017.

ALPINE NÃO É RECOMPENSADA APESAR DE TER DOMINADO A PROVA

•      O Campeonato Mundial de Endurance FIA WEC começou hoje com as 6 Horas de Silverstone, na Grã-Bretanha.

•      O Alpine A470 de Nicolas Lapierre / Gustavo Menezes / Matt Rao terminou esta primeira corrida na 4ª posição.

•      A Signatech Alpine Matmut dominou a maior parte da corrida, mas o carro de segurança prejudicou a estratégia da equipe.

•      Os dois Alpine A470 participam da próxima perna do campeonato, no dia 6 de maio em Spa-Francorchamps, na Bélgica.

Disputadas em pista seca, as três sessões de treinos livres permitiram que a equipe melhorasse os ajustes do Alpine A470. A equipe Signatech Alpine Matmut esperou para mostrar seu jogo depois dos treinos classificatórios. Tendo sido o último carro a chegar à pista, o carro de nº 36 foi entregue sucessivamente a Matt Rao e Nicolas Lapierre. Na média de suas melhores voltas, os pilotos da Alpine tiveram a segunda melhor performance, com apenas 46 milésimos de segundo da pole position!

O tempo foi clemente na largada no domingo, mesmo que a chuva tenha aparecido no início da tarde. Nicolas Lapierre liderou os LMP2 já nas primeiras curvas. Mesmo preservando seus pneus, o francês conseguiu manter uma distância significativa em relação aos seus oponentes.

No fim de seus dois revezamentos, Nicolas passou o volante a Gustavo Menezes, que conseguiu consolidar sua vantagem. Após 2h30 de prova, quando ele tinha aproximadamente 30s de vantagem, Gustavo teve que enfrentar sua primeira tempestade, mas conseguiu se manter na pista sem ter que colocar pneus esculpidos. Ele terminou seu terceiro revezamento quando a corrida foi neutralizada pela primeira vez, sob o regime do “full course yellow”.

Quando Matt Rao assumiu o volante, ele tinha um minuto de vantagem sobre o restante do pelotão dos LMP2. Mas esta diferença construída solidamente foi anulada após uma longa neutralização sob a atuação do carro de segurança. Na retomada da prova, o piloto da categoria Silver conseguiu conter seus opositores. Mas para manter o controle sobre o desgaste dos pneus, ele teve que permitir as ultrapassagens de Vaxivière (#28) e Laurent (#38). Apesar de ter parado para trocar o pneu frontal esquerdo – que foi bastante desgastado no circuito inglês – ele não conseguiu recuperar o equilíbrio do carro.

No fim da corrida, Nicolas Lapierre assumiu novamente o volante do A470. Em quinto lugar quando faltava 1h20 para passar pela bandeira quadriculada, ele empregou todas as suas forças na luta, conseguindo conquistar uma posição, mas acabou tendo problemas com a caixa de câmbio. Com isso, a equipe decidiu optar pela segurança, contentando-se com um quarto lugar.

COMENTÁRIOS:

Bernard Ollivier, Diretor Geral Adjunto da Alpine

“Esta corrida terminou com um gosto de frustração para nós, mas isso prova que nada está garantido. Estas seis horas foram extremamente intensas, com uma sequência de interrupções e atuações do carro de segurança, o que nos fez cair para a quinta posição, mesmo tendo liderado a prova com mais de um minuto de vantagem. Terminamos em quarto na raça, apesar de merecermos muito mais do que isso. Parece que Silverstone não quer nos ver felizes! De qualquer forma, este fim se semana confirma que a concorrência é acirrada e o nível da LMP2 está ainda mais alto. Vamos agora para Spa-Francorchamps com muito mais motivação e dois Alpine A470 para defender nossas chances”!

Philippe Sinault, Diretor da Equipe Signatech Alpine Matmut

“Tínhamos optado por uma estratégia agressiva, que valeu a pena durante mais da metade da prova. Após a neutralização da prova devido à atuação do carro de segurança, a corrida foi iniciada de uma forma totalmente diferente para nós, com pneus que não eram novos e sem o revezamento do nosso piloto Silver. O Matt herdou uma situação complicada, assumindo o volante com slicks em uma pista ainda úmida, mas à frente do restante do pelotão. Ele deu o máximo de si para se defender, mas isso fez com que os pneus se deteriorassem, fazendo com que perdêssemos ainda mais tempo. Mesmo assim, prefiro guardar os aspectos positivos desta prova, como a mobilização da equipe, nosso nível de performance e nossa estratégia, que nos permitiu acumular mais de um minuto de vantagem sob condições normais”.

 

Signatech Alpine Matmut #36

 

Nicolas Lapierre

“Estou decepcionado, pois tínhamos velocidade para ganhar. Depois de passada metade da corrida, mantínhamos uma vantagem confortável, que podia ser bem gerenciada. Mas o carro de segurança arruinou nossa esperança e isso é muito difícil de aceitar. Por outro lado, estamos satisfeitos com o equilíbrio do carro. Estávamos entre os mais rápidos na pista e vamos analisar os pontos positivos e negativos para estarmos ainda mais fortes nas próximas corridas”.

 

Gustavo Menezes

“Acho que esta corrida foi interessante de assistir. O Nicolas foi incrível na largada, liderando a prova desde a primeira curva. Continuamos a aumentar nossa vantagem quando assumi o volante, mas quando a chuva chegou, a equipe me pediu para ficar mais calmo e não assumir riscos. A pista secou rápido e eu consegui fazer um terceiro revezamento com um bom ritmo, mas todos os nossos esforços foram anulados devido à neutralização da prova. Isso faz parte da corrida e, de qualquer forma, o carro estava fantástico hoje – temos potencial para vencer”.

 

Matt Rao

“Nicolas e Gustavo tinham feito um bom trabalho no início da corrida, pois eu tinha uma vantagem sólida quando assumi o volante. Meu revezamento começou bem e eu consegui manter a vantagem apesar da chuva e das neutralizações da prova sob um “full course yellow”. Com a entrada do carro de segurança, todos os LMP2 ficaram juntos e nossa vantagem foi reduzida a zero. Batalhei para manter o primeiro lugar, mas os pneus se deterioraram rápido e eu não consegui mais me defender devido a uma grande ação de sobresterço. Fiquei decepcionado pelo fato de o carro de segurança ter arruinado nossa corrida”.

 

Classificação - 6 Horas de Silverstone

1. Jackie Chan DC Racing n°38 – 184 Voltas

2. Vaillante Rebellion n°31 +19’’376

3. TDS Racing n°28 +21’’268

4. Signatech Alpine Matmut n°36 +1 volta

5. G-Drive Racing n°26 +1 volta

6. CEFC Manor TRS Racing n°24 +1 volta

7. CEFC Manor TRS Racing n°25 +2 voltas

8. Jackie Chan DC Racing n°37 +2 voltas

9. Vaillante Rebellion n°13 +12 voltas

 

Troféu FIA LMP2 - Equipes

1. Jackie Chan DC Racing n°38 – 25 pontos

2. Vaillante Rebellion n°31 – 18 pontos

3. TDS Racing n°28 – 15 pontos

4. Signatech Alpine Matmut n°36 – 12 pontos

5. G-Drive Racing n°26 – 11 pontos

6. CEFC Manor TRS Racing n°24 – 8 pontos

7. CEFC Manor TRS Racing n°25 – 6 pontos

8. Jackie Chan DC Racing n°37 – 4 pontos

9. Vaillante Rebellion n°13 – 2 pontos

Releases Relacionados