Terça, 11 de setembro de 2018.

Brazil Classics Renault Show reúne raridades automotivas

Colecionadores de todo o Brasil se reuniram na cidade mineira de Araxá para expor cerca de 300 raridades automotivas na edição 2018 do Brazil Classics Renault Show, um dos mais importantes encontros de antigomobilismo no país.  O evento é promovido pelo Instituto Cultural Veteran Car (MG), com o objetivo de ressaltar a importância histórica dos carros. “A Renault é a própria história do automóvel. Uma marca centenária e que acreditou no nosso evento, o mais charmoso evento de antigomobilismo do Brasil”, afirma Otávio Pinto de Carvalho, presidente do Instituto Cultural Veteran Car.
 
Entre as atrações da Renault que completa 20 anos de fabricação no Brasil e 120 anos de existência, estavam a Voiturette, réplica do primeiro Renault fabricado no mundo, em 1898; o NN Torpedo de 1924, que foi premiado no evento; o Gordini e o Interlagos, primeiros representantes da marca no Brasil, por meio da parceria com a Willys, nas décadas de 50 e 60; além dos esportivos Clio V6, Megane RS. Sandero R.S. Grand Prix, feito exclusivamente para o Salão do Automóvel de São Paulo de 2016, e do inovador Twingo. Entre os carros nacionais, destaque para o primeiro Scénic fabricado no Complexo Ayrton Senna. Inovador, o veículo inaugurou o segmento dos monovolumes no Brasil. Além da gama atual, a Renault expôs ainda os elétricos Zoe e Twizy e promoveu 252 tests-drive com os modelos.
 
“É uma honra para a Renault patrocinar esse evento no ano em que comemoramos 20 anos de fabricação no Brasil e 120 anos no mundo”, afirma Caique Ferreira, Diretor de Comunicação da Renault do Brasil.
 
 
Sobre a Renault no Brasil
 
Produzindo no Brasil desde 1998, a Renault passa pelo melhor momento de sua história no país em participação de mercado. A marca, que cresce em market share no Brasil desde 2010, atingiu mais de 8% no acumulado de janeiro a agosto, um recorde para a marca. O crescimento da Renault do Brasil está fortemente atrelado à renovação e à ampliação de sua gama. Hoje a marca fabrica sete veículos no país: Kwid, Sandero, Logan, Duster, Duster Oroch, Captur e o comercial leve Master. No total, já são quase 3 milhões de veículos e 4 milhões de motores produzidos em 20 anos de inovação da Renault no Brasil.

A Renault do Brasil possui quatro unidades industriais instaladas no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR): a fábrica de veículos de passeio (CVP), fábrica de veículos utilitário (CVU), fábrica de motores (CMO) e a Curitiba Injeção de Alumínio (CIA), inaugurada neste ano. Hoje o Complexo Ayrton Senna opera em três turnos e tem um total de 7.300 colaboradores – 1.300 deles contratados no último ano em virtude da demanda interna e externa por Captur e Kwid. Para gerir suas ações socioambientais, a Renault criou, em 2010, o Instituto Renault. Atuando em dois eixos – Mobilidade Sustentável e Inclusão – o Instituto já alcançou cerca de 600 mil pessoas no país.

Releases Relacionados