Sexta, 11 de novembro de 2011.

Fluence Z.E. e Kangoo Z.E.: o futuro da mobilidade urbana já chegou

Imagine o trânsito de uma grande cidade livre da fumaça dos escapamentos, da poluição e do barulho dos motores. Pelo menos para a Renault, esta é uma realidade que está mais próxima. Com o início da comercialização em larga escala do Fluence Z.E. e do Kangoo Z.E. no mercado europeu, a marca dá dois passos para a concretização de uma estratégia ambiciosa: alcançar a liderança mundial na mobilidade urbana com zero emissão de poluentes.

As iniciais “Z.E.” vêm do inglês “zero emition” e envolve muito mais do que a simples comercialização de veículos livres da dependência do petróleo. Hoje, toda a rede Renault está treinada e pronta para venda e manutenção de automóveis elétricos, com uma oferta completa que inclui o veículo, o aluguel das baterias, a recarga e um conjunto de serviços. 

O veículo elétrico é o carro-chefe da política ambiental “Renault eco2”, focada em uma oferta de produtos e serviços mais ecológicos e acessíveis para todos. Em seu plano estratégico “Renault 2016 – Mude a Direção”, o grupo Renault se comprometeu em reduzir em 10% os seus níveis de emissões de carbono até 2013 e 10% adicionais entre 2013 e 2016. Com isso, a Renault é a única montadora a oferecer uma gama completa de veículos elétricos para uma nova mobilidade no mundo automobilístico a partir de 2012.

Na Europa, 87% dos trajetos urbanos não ultrapassam 60 quilômetros diários. Com autonomias homologadas de 185 km e 170 km respectivamente (ciclo misto NEDC - Novo Ciclo de Condução Europeu) para o Fluence Z.E e o Kangoo Z.E., a autonomia dos veículos da gama Renault Z.E. é perfeita para o dia-a-dia, pois, ao contrário dos tradicionais veículos com motor a combustão, é na cidade, em tráfego intenso, que o veículo elétrico é mais econômico. 

Confirmando o sucesso da estratégia de oferecer veículos 100% limpos, mais de 15 mil unidades do Kangoo Z.E. serão encomendadas por um período de quatro anos por 19 grandes empresas francesas, assim como órgãos e entidades públicas. Isso prova que, para a Renault, o veículo elétrico é hoje uma realidade.


Fluence Z.E. faz o mundo mais limpo e silencioso
Apresentado ao mundo em setembro de 2009 no Salão de Frankfurt como carro-conceito, o Fluence Z.E. começa a ser comercializado na Europa em 2011, sendo o primeiro automóvel 100% elétrico do segmento de sedãs. O Fluence Z.E. mostra que um veículo elétrico não é obrigatoriamente um pequeno carro urbano com autonomia e desempenho limitados.

Com 4,75m de comprimento, a versão elétrica do Fluence é 13 cm mais longa que seu “irmão” com motor a combustão, para permitir a instalação das baterias atrás dos bancos traseiros. A lateral da carroceria também foi redesenhada para manter o equilíbrio geral da versão original. 

Completando este perfil, o Renault Fluence Z.E. se distingue pelas duas portinholas de recarga localizadas nos para-lamas dianteiros. Além disso, a parte inferior do para-choque traseiro é dotada de um difusor preto para melhorar a resistência aerodinâmica. Na mesma linha, as rodas com design específico foram desenhadas para reduzir as turbulências aerodinâmicas. Sete cores de carroceria são oferecidas, como o Azul Energia. 

No interior, o computador de bordo inclui as informações relativas ao consumo instantâneo e médio, autonomia, bateria carregada ou descarregada. O “indicador de energia” mostra o nível de carga da bateria, exatamente como o um indicador de combustível convencional. No console central, marcações lembram as diferentes posições possíveis da alavanca de marchas (frente, ré, ponto morto e estacionamento).

Graças ao prolongamento da parte traseira, o porta-malas mantém um volume de 317 litros, apesar da presença da bateria. O fundo duplo permite alojar facilmente o cabo de recarga, por exemplo. O acesso é facilitado por uma altura de carga baixa (698 mm) e por uma ampla abertura da tampa (1.020 mm). 
Ao volante, surpreende o silêncio do automóvel, que, quando parado, parece estar “apagado”. Um sinal sonoro seguido de um indicador luminoso “Go” indica que o Fluence Z.E. está pronto para sair andando. Em total silêncio, o sedã dá a partida, e as referências auditivas se tornam o barulho do ar e dos pneus. 

O motor elétrico é do tipo síncrono com rotor bobinado. Sua potência máxima de 70 kW (equivalente a 95 cv) é alcançada a 3.000 rpm; o torque máximo atinge 226 Nm e é obtido instantaneamente, o que proporciona ao motorista uma sensação inédita e surpreendente. Não é preciso trocar as marchas, apenas se concentrar no caminho. O Fluence Z.E. também marca o desaparecimento dos gases de escapamento. Nada de odores desagradáveis ou fumaça.

Kangoo Z.E. : trabalhando sem agredir o meio ambiente
Revelado no Salão do Automóvel de Hannover de 2010, o Renault Kangoo Z.E. é o primeiro furgão 100% elétrico, com zero emissão de CO2, disponível no mercado por um preço acessível. 

A versão ecológica do furgão mantém as mesmas qualidades funcionais do Kangoo com motor de combustão interna: idêntico volume de carga (de 2,4 m3 a 4,6 m3), mesma carga útil de 650 kg, e o mesmo padrão de conforto. Além disso, o Kangoo Z.E. oferece uma condução silenciosa e uma aceleração sem solavancos graças à ausência de troca de marchas. 

Visualmente, o caráter 100% elétrico do modelo pode ser reconhecido pela ausência de tubo de escape e pelo logotipo cromado “Z.E.”. A portinhola de carregamento situada na parte dianteira do veículo, próximo ao farol direito, também tem o selo “Z.E.”. Um pictograma em formato de circuito impresso aparece sobre o para-choque, na porta traseira da área de carga e nas portas do motorista e do passageiro.

No interior, o painel foi repensado, para permitir uma gestão simples e eficaz da autonomia. O quadro de instrumentos inclui dois novos mostradores de cada lado do velocímetro: um indicador do nível de carga da bateria e um econômetro, que informa ao condutor o seu modo de consumo de energia. O azul claro indica a zona de utilização “normal” do veículo, o azul escuro indica o funcionamento ideal e o vermelho indica a zona de consumo elevado, que terá um impacto na autonomia.

O computador de bordo é adaptado ao veículo elétrico. Ele indica a autonomia disponível em quilômetros, o número de kWh restantes e o consumo médio e instantâneo. O velocímetro também recebeu cor diferenciada. Os números agora aparecem sobre uma faixa em semicírculo azul turquesa.

Multifuncional, o Kangoo Z.E. também está disponível na versão “Maxi”, de 2 ou 5 lugares: com os 40 cm adicionais obtidos através da distância entre eixos, o furgão apresenta um comprimento total de 4,60 m. A versão de 2 lugares tem uma vocação para o transporte de mercadorias. Os 2 lugares dianteiros são separados da zona de armazenagem através de uma divisória (opcional).

O Kangoo Z.E. está sendo produzido na planta MCA (Maubeuge Construction Automobile), no norte da França, beneficiando-se da rede de fornecedores e da cadeia logística do atual Kangoo. 

Especializada na produção de utilitários há vinte anos, a fábrica de Maubeuge consegue se adaptar permanentemente à diversidade própria a este tipo de veículo (versões curtas, longas, com carroceria ou não) e à demanda comercial crescente. Uma escolha que permite industrialização rápida e alto nível de qualidade.

Vídeos Relacionados

Releases Relacionados

  • Rumo à recarga sem fio com o Renault Kangoo Z.E.

    • Renault é parceira da Qualcomm Technologies e da Vedecom em projeto de recarga dinâmica…

    Saiba mais

    Clique aqui para ver a notícia.
  • Campanha de lançamento do Renault Captur valoriza o design sensual e…

    Saiba mais

    Clique aqui para ver a notícia.
  • Aliança Renault-Nissan tem crescimento significativo em 2016 e aumenta…

    • Com 9.961.347 veículos comercializados em 2016, grupo é responsável…

    Saiba mais

    Clique aqui para ver a notícia.