Terça, 02 de maio de 2017.

GRANDE PRÊMIO DA RÚSSIA DE F1

A equipe Renault Sport de Fórmula 1 acumulou pontos pela segunda vez nesta temporada, com o sólido 8º lugar de  Nico Hülkenberg no GP da Rússia, realizado no autódromo de Sochi. Tendo largado em oitavo, Nico fez uma maratona de 40 voltas sem parar, com os pneus ultramacios dos treinos classificatórios, antes de trocá-los por pneus supermacios para o sprint final de 12 voltas restantes, tentando brigar pela sétima posição com Esteban Ocon. Já corrida de Jolyon Palmer foi interrompida logo na segunda curva. O britânico foi vítima de Romain Grosjean, que tentou uma ultrapassagem extremamente ambiciosa  por cima das zebras.
 
- Nico largou em 8º no grid, iniciando a prova com os pneus Pirelli ultramacios usados nos treinos classificatórios, antes de trocá-los por pneus supermacios novos, na volta de nº 40.
- Jolyon largou em 16º com um conjunto de pneus ultramacios novos, mas teve que abandonar a prova após o toque com Romain Grosjean na segunda curva da primeira volta.
 
Nico Hülkenberg - R.S.17-02 n°27 – Largada: 8º – Chegada: 8º.
“Estou supercontente com nossa estratégia de hoje. Não havia mais o que tirar dos pneus após a primeira parada, mas fomos bem-sucedidos na forma como fizemos. Perdi alguns lugares na largada, por isso esperamos todos pararem antes de nós, indo o mais longe possível com o primeiro jogo de pneus. Continuei a atacar e o carro funcionou muito bem. A melhoria da pista permitiu que eu fosse a cada vez mais rápido. Fiquei bastante satisfeito com nosso ritmo na corrida. Ainda temos muito trabalho pela frente, mas neste fim de semana demos claramente um passo adiante na direção certa”.
 
Jolyon Palmer - R.S.17-03 n°30 – Largada: 16º – Chegada: abandono (toque).
“Não fiz uma largada tão boa e havia uma Sauber do lado de fora da segunda curva. Romain fez uma manobra extremamente ambiciosa para me ultrapassar pelo lado de dentro, passando pelas zebras. Eu não tinha para onde ir por causa da Sauber. Romain talvez não tenha se dado conta do que estava fazendo, mas insistiu e acabou dando um encontrão em mim, fazendo com que os dois ficassem na pista. Foi realmente uma pena para ele e para mim. Estou chateado pela minha equipe, que trabalhou tanto no carro neste fim de semana, e acabou vendo uma corrida tão curta. Agora temos que partir com tudo para Barcelona”.
 
Cyril Abiteboul, Diretor Geral:
“A equipe deu mais um passo neste fim de semana, confirmando não apenas que estamos regularmente entre os 10 primeiros nos treinos classificatórios, mas também demonstrando que nosso ritmo de corrida melhorou em relação às nossas performances no sábado. Foi incrível o que o Nico fez hoje. Utilizamos uma estratégia reativa após uma primeira volta ruim, para tentar brigar o máximo possível com os carros da Force India. O Nico ficou sob pressão durante grande parte da corrida com esta estratégia incomum, mas depois teve que gerenciar seu nível de combustível e não conseguiu ser uma ameaça o Esteban no fim de contas. Fizemos o máximo possível em um circuito em que sabíamos que não seria um dos mais favoráveis para nossa estrutura. No geral, nossas performances estão nos deixando muito otimistas em relação às pistas que tendem a ser mais convenientes para o nosso carro, principalmente com nosso sólido programa de desenvolvimento em andamento. O fim de semana foi bem mais difícil para o Jolyon, com uma corrida interrompida precocemente pela manobra ambiciosa do Romain. É mesmo uma pena, depois de termos visto sua capacidade de competitividade na sexta e sábado. Queremos agradecer profundamente às equipes que trabalharam nos boxes durante longas horas, fazendo um trabalho impecável. E parabéns a Valtteri Bottas, por sua primeira vitória em Grande Prêmio”.
 

Releases Relacionados