Segunda, 13 de novembro de 2017.

GRANDE PRÊMIO DO BRASIL DE FÓRMULA 1

Nico Hülkenberg voltou a marcar pontos para a Equipe Renault Sport de Fórmula 1, terminando em 10º  no Grande Prêmio do Brasil. Carlos Sainz cruzou a linha de chegada 6,5 segundos atrás. Ambos perderam lugares na largada, mas fizeram uma corrida com regularidade.
 
• Ocupando a 7ª posição no grid, Nico largou com os pneus Pirelli Supermacios (vermelhos) usados nas qualificações, passando para Macios (amarelos) novos na volta de nº 30.
• Carlos largou da 11ª posição; ele parou uma volta após Nico para trocar seus pneus Supermacios por Macios.




 
Nico Hülkenberg, R.S.17-04 n° 27 – Largada: 7º – Chegada: 10º.
  Apesar de minha corrida não ter oferecido grandes emoções, foi muito bacana marcar meu primeiro ponto desde Spa. Perdemos posições na largada e foi difícil voltar ao pelotão devido às manobras de Hamilton e Ricciardo. Foi bom acumular pontos, mas faltou ritmo hoje. Parti com tudo pra briga, mas não consegui fazer melhor. Pretendo agora terminar com uma bela corrida em Abu Dhabi.  
 
Carlos Sainz, R.S.17-01 n° 55 – Largada: 8º – Chegada: 11º.
  Fiz uma excelente largada, mas infelizmente meu assoalho foi danificado quando Felipe me jogou pra fora. Depois disso, a equipe fez uma parada extremamente rápida no box, mas não havia muito que pudéssemos fazer para recuperar, pois a corrida ficou parecendo uma procissão. Mesmo assim, posso dizer que a corrida foi positiva: fiz uma boa largada, o carro ofereceu boas sensações, faltou apenas mais ritmo. Consegui acumular preciosas 71 voltas ao volante. Foi uma pena não marcar pontos no Brasil. Só falta uma prova para terminar o campeonato, portanto darei o melhor de mim em Abu Dhabi.  
 
Cyril Abiteboul, Diretor Geral:
  Neste fim de semana, nosso foco foi a confiabilidade. Três carros motorizados pela Renault chegaram entre os 10 primeiros e mais 5 cruzaram a linha de chegada. Infelizmente, a performance não estava à altura da confiabilidade e apresentamos um resultado claramente inferior ao nosso potencial. As cartas foram decididas na primeira volta e nossos dois pilotos perderam posições antes da recuperação de Ricciardo e Hamilton, sem condições de recuperá-las depois.  
 
 

Releases Relacionados