Segunda, 09 de outubro de 2017.

Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1

O clima foi de emoção no Grande Prêmio do Japão deste domingo, em meio ao adeus de Jolyon Palmer, que está deixando a escuderia Renault Sport de Fórmula 1. O piloto fez uma bela corrida no Circuito Internacional de Suzuka, ganhando 6 posições para terminar em 12º. Nico Hülkenberg também teve uma bela performance no GP do Japão, subindo para a 5ª posição antes de abandonar a prova devido a uma falha em um componente do sistema DRS.
 
  • Nico largou em 11º com pneus Pirelli Macios (amarelos) novos, que foram substituídos por pneus Supermacios (vermelhos) novos, na volta de nº 38.
  • Jolyon largou da 18ª fileira com um jogo de Macios novos, parando na 39ª volta para passar para Supermacios novos.
 
Nico Hülkenberg, R.S.17-04 n° 27 – Largada: 11º – Chegada: abandono.

“Foi um dia frustrante. Tínhamos preciosos pontos ao alcance da mão. Usei os Supermacios por um trecho bem curto no final. Conseguir ultrapassar uma Toro Rosso logo após a minha parada, antes de partir para cima dos carros da Haas. É uma pena, mas um pequeno componente metálico do DRS se soltou e bloqueou o sistema. Vamos analisar as causas, pois isso nos custou uma bela oportunidade. Estou convencido que podemos melhorar. O carro estava em condições muito boas durante a corrida e ainda temos muito para mostrar nos próximos quatro Grandes Prêmios”.
 
Jolyon Palmer, R.S.17-03 n° 30 – Largada: 18º – Chegada: 12º.

“Tivemos uma bela última corrida. Largamos do final do grid e acho que poderíamos ter subido para a 10ª posição com uma volta a mais. A temporada foi difícil, mas vivemos muita coisa com a equipe. Estive com eles desde o início desta nova era, trilhamos um bom caminho juntos e tudo isso foi muito bom. Desejo a toda a equipe muito sucesso daqui para frente”.
 
Cyril Abiteboul, Diretor Geral:

“A última corrida do Jolyon foi particularmente difícil, pois as penalidades fizeram com que ele largasse do fundo do grid. Graças a uma boa estratégia e à sua bela performance, ele conseguiu subir seis posições, terminando em 12º. Esta performance demonstra mais uma vez seu profissionalismo e lealdade à família Renault. Ele nos ofereceu uma bela despedida e desejamos sinceramente o melhor para ele em toda sua carreira. O Nico não ficou atrás e fez uma bela largada, que permitiu que ele ganhasse posições. A estratégia jogou a nosso favor, mas infelizmente tivemos que interromper sua prova de forma definitiva pouco antes de sua parada, apesar de ele estar bem posicionado. Isso é muito frustrante. A confiabilidade foi nossa fraqueza nesta temporada e o balanço das duas últimas corridas é decepcionante, pois não marcamos nenhum ponto. Este Campeonato de Construtores está extremamente competitivo e devemos dar nosso melhor nas últimas quatro provas do ano. Agora vamos nos reunir com o objetivo de melhorar nossa performance em Austin. Aproveito para dar os parabéns à Red Bull Racing, que conquistou uma dobradinha hoje. Eles deram tudo no Circuito Internacional de Suzuka, que tem uma pista sensível à potência do motor. Isso demonstra mais uma vez o potencial e as capacidades do motor Renault neste domingo”.
 
 

Releases Relacionados