Segunda, 28 de setembro de 2020.

Grande Prêmio VTB da Rússia de Fórmula 1 2020

A Renault DP World F1 Team acumulou 16 pontos no Grande Prêmio VTB da Rússia, com o quinto lugar de Daniel Ricciardo e o sétimo de Esteban Ocon no Autódromo de Sochi.
 
Este resultado permite que a equipe totalize 99 pontos, superando o total acumulado na temporada de 2019 e mantendo o quinto lugar no Campeonato de Construtores.
 
O início da corrida foi recheado de emoções. Ocupando a sétima fileira no grid, Esteban subiu para a quarta posição ao final da primeira volta, ficando logo à frente de Daniel, que chegou a ficar em terceiro durante duas curvas depois de sua excelente largada. Esteban assumiu a vantagem sobre Daniel na sétima curva da primeira volta.
 
Daniel foi para a sexta posição na 15ª volta, quando seus pneus macios começaram a perder aderência na traseira. O australiano colocou pneus duros uma volta mais tarde. Já Esteban parou para colocar pneus duros na volta de número 18, mas perdeu uma posição quando Sergio Perez ficou na pista devido a um overcut. Devido à ameaça dos competidores que optaram pela estratégia oposta, na segunda curva da 26ª volta Esteban deixou Daniel passar para cobrir seus adversários, mas este acabou sofrendo uma penalidade de cinco segundos por ter feito uma manobra muito aberta.
 
A partir daí, Daniel aumentou a diferença em relação ao sexto lugar, garantindo que a penalidade de tempo não o fizesse retroceder. Enquanto isso, Esteban se defendia brilhantemente das investidas de Daniil Kvyat, consolidando a sétima posição na chegada.

Daniel Ricciardo – Largada: 5º – Chegada: 5º:
“Estou satisfeito com o resultado de hoje, que também é bom para a equipe. Fiz uma excelente largada e subi para a terceira posição nas primeiras curvas, antes de voltar para o quinto lugar. A corrida mudou de fisionomia quando mudamos para pneus duros. Tínhamos um bom ritmo, mas cometi um erro ao ultrapassar o Esteban na segunda curva, o que resultou em uma penalidade de tempo. Bloqueei os freios dianteiros, portanto assumo a responsabilidade por isso, mas consegui recuperar bem o tempo perdido. Analisando melhor, estou bastante satisfeito com o dia de hoje e meu resultado final, pois acumulamos bons pontos. O carro está indo bem, a confiabilidade está boa, então deu tudo certo para nós.”

 Esteban Ocon – Largada: 7º – Chegada: 7º:
“A equipe teve um excelente resultado em geral. O carro não era o mesmo depois que colocamos os pneus duros. Ficou um pouco menos previsível e tive problemas com aderência e equilíbrio. Eu simplesmente não fiquei à vontade como quando estava com os pneus macios. Eu estava logo atrás do Max (Verstappen) com pneus macios no início da corrida, portanto isso é algo que precisamos analisar. Tínhamos todas as condições de acumular mais pontos, mas, mesmo assim, estamos satisfeitos com o resultado e com a evolução da nossa corrida. Sabemos que o monoposto é rápido e isso é bom sinal. Estamos no caminho certo, estamos nos aproximando dos primeiros colocados e este é o nosso objetivo no Campeonato de Construtores. Vamos chegar lá!”


Cyril Abiteboul, diretor da equipe:
“Este fim de semana termina com um belo resultado para a equipe, com dezesseis pontos a mais no Campeonato de Construtores. Desde sábado de manhã, sentíamos que poderíamos alcançar estas posições e foi bom ter conseguido isso. É claro que queremos sempre mais, mas os quatro carros que chegaram à frente de Daniel merecem as posições que conquistaram. Sabíamos que seríamos ameaçados pelos monopostos que não largaram no top 10 e é exatamente isso o que aconteceu com o Leclerc e o Kvyat. Mesmo assim, o Daniel foi realmente impressionante, criando a vantagem necessária em relação ao Leclerc para compensar a penalidade de cinco segundos depois de ter ultrapassado os limites do circuito na segunda curva, quando invertemos as posições dos nossos monopostos para compensar o tempo perdido atrás de Vettel. Já o Esteban teve um pouco mais de problema com a aderência dos pneus duros em partes da corrida, mas fez uma defesa incrível contra o Kvyat durante mais de vinte voltas e contribuiu para o bom resultado geral da equipe. Estamos partindo de Sochi com 99 pontos após 10 corridas, o que é mais do que fizemos no ano passado, em uma temporada com 21 corridas. Isso demonstra claramente a progressão da escuderia neste ano. A concorrência com as duas equipes à nossa frente também está mais acirrada do que nunca e a briga com eles deve ser bastante emocionante até o fim da temporada.”

 

Releases Relacionados