Segunda, 07 de setembro de 2020.

Renault F1® Team termina em sexto e oitavo no Grande Prêmio da Itália

A Renault DP World F1 Team acumulou 12 pontos com o sexto lugar de Daniel Ricciardo e a oitava posição de Esteban Ocon ao final de um Grande Prêmio da Itália imprevisível e cheio de incidentes em Monza.
 
Entre os maiores incidentes desta frenética corrida de 52 voltas, um carro de segurança e uma bandeira vermelha transformaram completamente o fluxo e a ordem do Grande Prêmio.
 
Os dois pilotos fizeram belas largadas, com Daniel ultrapassando Valtteri Bottas e Max Verstappen na primeira volta e defendendo o quinto lugar, enquanto Esteban ganhou três posições, passando do 12º para o nono lugar.
 
Mas uma situação inusitada levou à atuação do carro de segurança e ao fechamento da reta dos boxes, alterando totalmente a classificação. Os dois pilotos tinham colocado pneus médios na volta de número 22, mas a bandeira vermelha sinalizada algumas voltas depois permitiu o ganho de posições pelos carros que não tinham parado antes.
 
Com o reinício da prova, Daniel estava em nono e Esteban em 11º. Os dois pilotos fizeram belas largadas no novo grid e Esteban ganhou duas posições, ficando entre os dez primeiros. Os dois conseguiram avançar ainda mais devido às penalidades de “drive-through” impostas a pilotos que estavam na frente, com Daniel subindo para a sexta posição ao final da corrida. Esteban avançou até o sétimo lugar, antes de ser ultrapassado por Lewis Hamilton, na última volta.
 
Daniel Ricciardo – Largada: 7º – Chegada: 6º:
“Esta corrida foi uma loucura! Ela me fez lembrar o GP do Azerbaijão de 2017, com a mesma sensação de tensão e total imprevisibilidade. Parabéns ao Pierre (Gasly), pela primeira vitória. Sei como é a sensação de vencer pela primeira vez, é muito louco. Não foi tão ruim terminar em sexto hoje. Acho que eu não teria feito melhor nestas circunstâncias. Não fomos os únicos, mas o carro de segurança e a bandeira vermelha não jogaram em nosso favor. Após uma bela largada e um ritmo sólido, o timing não estava do nosso lado, mas agora não podemos fazer nada. Estou contente pela forma como as coisas aconteceram hoje, fizemos uma boa largada, tivemos um bom ritmo e já estamos nos preparando para o próximo fim de semana.”
 
Esteban Ocon – Largada: 12º – Chegada: 8º:
“Eu me sinto dividido: fizemos uma boa prova na pista e acumulamos bons pontos, mas também foi uma dessas corridas em que você olha para o pódio e se pergunta o que pode ter acontecido. A sorte não estava do nosso lado, com nossa troca de pneus um pouco antes da bandeira vermelha, dando uma parada de presente para os outros. Tivemos um ritmo forte na corrida. Ultrapassei três carros na largada e tive uma boa regularidade, o que permitiu ser competitivo nos pontos. É um pouco estranho eu ter ultrapassado o Pierre Gasly no início da prova e ele ter vencido a corrida! Provavelmente o nosso ritmo não estava à altura das nossas expectativas depois do GP de Spa, mas de qualquer forma nos esforçamos bastante.”
 
Cyril Abiteboul, Diretor da Equipe:
“Após a boa atuação em Spa e o anúncio planejado da nossa mudança de nome para Alpine F1 Team a partir do próximo ano, havia claramente mais pressão e um aumento nas expectativas sobre a equipe neste fim de semana. Sabíamos também que haveria duas grandes incógnitas aqui: em primeiro lugar, as características do traçado em relação aos nossos monopostos, que claramente não eram tão favoráveis como em Spa, com uma proporção maior de tempo em cada volta em curvas mais rápidas e, em segundo, um novo regulamento técnico para os modos dos motores. Apesar de o impacto sobre as qualificações ainda ser incerto, a corrida de hoje mostra que a competição está mais intensa e mais acirrada, tornando a disputa mais interessante. Depois de uma excelente largada dos nossos dois carros, com Daniel ultrapassando e deixando Valtteri Bottas para trás, enquanto Esteban ultrapassou vários concorrentes nas primeiras voltas, os diferentes incidentes da corrida comprometeram nossas posições na pista, o que nos obrigou a nos contentarmos com o sexto e o oitavo lugar. Isso é frustrante para toda a equipe, mas não podemos usar os fatores que não estão sob nosso controle como desculpa. Neste fim de semana, nossos monopostos claramente não estavam tão fortes como os carros da McLaren, que se saíram melhor em circunstâncias semelhantes. De qualquer forma, é bom ver quatro motores Renault entre os oito primeiros lugares em um traçado tão exigente como Monza. No geral, marcamos bons pontos e isso nos permitiu assumir a quinta posição no campeonato, mantendo nossa atenção em relação às escuderias que estão na frente.”
 

Fotos Relacionadas

Baixar fotos selecionadas
Baixar todas as fotos

Releases Relacionados

  • Grande Prêmio Heineken de Portugal de Fórmula 1 2020

    A Renault DP World F1 Team marcou seis pontos no Circuito de Portimão, com o oitavo lugar de Esteban Ocon e a nona posição…

    Saiba mais

    Clique aqui para ver a notícia.
  • Alonso estreia na Renault DP World F1 Team

    Fernando Alonso voltou a pilotar um carro de Fórmula 1 pela primeira vez em quase dois anos

    Saiba mais

    Clique aqui para ver a notícia.
  • Pódio para a Renault DP World F1 Team e Daniel Ricciardo

    Saiba mais

    Clique aqui para ver a notícia.