Segunda, 19 de julho de 2021.

Terceiro Pódio Consecutivo para Alpine Antes das 24 Horas de Le Mains

  • A Alpine Elf Matmut Endurance Team subiu pela terceira vez no pódio, repetindo a sequência em todas as etapas desta temporada no Campeonato Mundial de Endurance (WEC) da FIA.
  • Mais uma vez entregando uma performance impecável em Monza, Nicolas Lapierre, o brasileiro André Negrão e Matthieu Vaxivière confirmam mais uma vez que são candidatos à vitória no WEC da FIA.
  • Em meio aos preparativos para as 24 Horas de Le Mans, a equipe se concentra a partir de hoje na corrida de endurance de maior prestígio no mundo, onde a Alpine fará seu retorno à categoria máxima quarenta anos após a vitória de Didier Pironi e Jean-Pierre Jaussaud.

 

Após terminar em segundo em Spa-Francorchamps e em terceiro em Portimão, a Alpine Elf Matmut Endurance Team tinha a firme intenção de continuar a bela série de pódios na Itália, aproveitando para fazer das 6 Horas de Monza um ensaio geral antes de Le Mans.

Presente entre os líderes desde os testes livres, apesar de o A480 ter sido atingido por um concorrente no EL2, a Equipe Azul ajustou as regulagens do A480 de acordo com as peculiaridades do “templo da velocidade”, cujas características se assemelham às do Circuito de Le Mans. As qualificações foram iniciadas por Nicolas Lapierre, que enfrentou uma sessão difícil interrompida por uma bandeira vermelha, terminando com o terceiro melhor tempo – a menos de um quarto de segundo da pole position.

No domingo ao meio dia, André Negrão assumiu o volante do A480 sob sol forte. O brasileiro fez uma bela largada, ganhando um lugar à frente da Toyota de Sébastien Buemi, mas o suíço revidou logo em seguida. Enfrentando rapidamente o carro nº 709 da Glickenhaus, a equipe aproveitou a primeira neutralização da prova para manter André Negrão ao volante, antes do revezamento de Matthieu Vaxivière.

Incisivo desde suas primeiras voltas, o francês subiu para o segundo lugar após o problema enfrentado pelo carro nº 8 da Toyota. Apesar de ter diminuído a diferença em relação ao carro da Glickenhaus, a atuação do safety car devido a destroços na pista beneficiaram seus concorrentes. Nicolas Lapierre assumiu o volante pouco depois da metade da corrida.

Assim como nas qualificações, Nicolas Lapierre apresentou um excelente ritmo, que lhe permitiu voltar a se aproximar dos líderes. Mas a batalha pela vitória se transformou em duelo a menos de duas horas da chegada, já que a Alpine assumiu o comando após os problemas técnicos do carro nº 7 da Toyota e do nº 709 da Glickenhaus.

Utilizando estratégias diferentes, a Alpine e a Toyota se alternaram na primeira posição durante as paradas no box e os revezamentos de pilotos. Com Matthieu Vaxivière ao volante, a Alpine Elf Matmut Endurance Team fez uma última parada faltando quarenta minutos para cruzar a bandeira quadriculada, mas seus rivais aproveitaram a última bandeira amarela para fazer um último pit stop “gratuito”, o que lhes deu margem suficiente para dominar a briga até o final da prova.

Quase um minuto atrás de seu adversário, Matthieu Vaxivière não contou com nenhuma oportunidade para recuperar a diferença no sprint final de vinte minutos. O A480 teve que se contentar com o segundo lugar, com pouco mais de um minuto dos vencedores, apesar de uma nova performance irrepreensível por parte da equipe e seu trio de pilotos. O resultado permite que a Alpine Elf Matmut Endurance Team se consolide em segundo lugar no campeonato, enquanto que Matthieu Vaxivière, o brasileiro André Negrão e Nicolas Lapierre fiquem a apenas 15 pontos da liderança no campeonato de pilotos.

A próxima etapa do calendário promete ser histórica para a Alpine, pois a marca fundada pelo lendário Jean Rédélé voltará à categoria máxima que é considerada um verdadeiro monumento do automobilismo esportivo, as 24 Horas de Le Mans (15-22 de agosto).

COMENTÁRIOS

Philippe Sinault, Diretor da Alpine Elf Matmut Endurance Team
“Estas 6 Horas de Monza foram uma bela prova e estamos muito satisfeitos com este terceiro pódio consecutivo. Desde o início do ano, confirmamos nossa posição de outsiders e foi mais uma vez assim hoje, com uma cópia perfeita, tanto do ponto de vista técnico como esportivo. Conseguimos gerenciar bem os eventos da corrida, levando nossos adversários ao limite, como pudemos ver pelos erros cometidos por eles. Entretanto, fomos um pouco menos performantes do que em Portimão, provavelmente devido ao calor, mas seguimos aprendendo e progredindo em todos os aspectos, inclusive em termos de autonomia e quantidade de energia utilizada. Nossos três pilotos fizeram um trabalho excelente nestes aspectos hoje. Estamos na melhor forma possível para enfrentar um monumento como Le Mans. As próximas semanas prometem ser difíceis, com uma revisão completa do A480 e todos seus componentes. A pressão será enorme – já podemos sentir isso – mas não vemos a hora de estar lá”!

Nicolas Lapierre:
“Esta corrida foi uma boa preparação, em um circuito semelhante ao das 24 Horas de Le Mans. Mais uma vez, a equipe fez um trabalho irrepreensível, tanto técnica como estrategicamente. É muito bom enfrentar este desafio na categoria máxima, com tantos parâmetros novos para gerenciar, mas o fato de completarmos as três primeiras corridas deste nível é uma grande prova de sucesso. O objetivo em Le Mans será colocar nossos adversários sob pressão, para aproveitar a menor oportunidade. Estamos prontos para enfrentar este desafio”.

André Negrão:
“O fim de semana foi perfeito e este segundo lugar tem um gostinho de vitória, graças ao excelente trabalho da equipe. Não tivemos nenhum problema com o carro, mantivemos o ritmo, mas tivemos um pouco de falta de sorte com as neutralizações da prova. A vitória estava ao nosso alcance, mas vamos continuar batalhando para mostrar que estamos aqui para lutar com nossos rivais nas 24 Horas de Le Mans”.

Matthieu Vaxivière:
“Assim como em Spa e em Portimão, fizemos uma corrida impecável e isso é extremamente positivo antes de Le Mans. Fizemos ainda mais progressos em relação à deterioração dos pneus e o equilíbrio entre performances e autonomia, mas ainda temos outros pontos para melhorar em cada revezamento. Tenho um grande prazer de estar ao volante e fazer parte desta equipe, mas vamos continuar focados em nossas próximas provas – nosso objetivo será continuar nessa dinâmica para criar um fator de surpresa nas próximas provas, principalmente nas 24 Horas de Le Mans”.

 CLASSIFICAÇÃO

6 Horas de Monza

1. Toyota Gazoo Racing n°7 – 204 voltas

2. Alpine Elf Matmut Endurance Team n°36 +1’00’’908

3.         United Autosports n°22 + 4 voltas

4.         Glickenhaus Racing n°709 + 4 voltas

5.         Team WRT n°31 + 4 voltas


Campeonato Mundial de Endurance da FIA – Categoria Hypercar

1. Toyota Gazoo Racing – 90 pontos

2. Alpine Elf Matmut Endurance Team – 60 pontos

3. Glickenhaus Racing – 13 pontos

Sobre a Alpine
Fundada em 1955 por Jean Rédélé, a Alpine sempre se destacou com seus carros esportivos com estilo francês. Em 2018, a marca apresentou o novo A110, um carro esportivo fiel aos princípios atemporais da Alpine em matéria de compacidade, leveza, agilidade e prazer de dirigir. Em 2021, foi criada a Unidade de Negócios Alpine. Assim, ela se tornou a marca dedicada aos carros esportivos inovadores, autênticos e exclusivos do Grupo Renault, que se beneficiam do legado e do know-how de sua fábrica histórica de Dieppe, bem como da maestria da engenharia das equipes da Alpine Racing e da Alpine Cars.

Releases Relacionados